Paulo Camelo

Poesia é sentimento. O resto é momento.

Áudios

Tua dor?
Data: 01/08/2006
Créditos:
Texto: Tua dor? - Paulo Camelo
Voz: Paulo Camelo
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Tua dor?
Se dói a tua dor, que vou dizer
da dor que dói em mim, desesperada
e que não pára nem de madrugada
enquanto o sono pega pra valer?

Se dói a tua dor, como escutar
o pranto que eu escuto e não tem fim,
se a dor que dói em ti não dói em mim,
se essa danada não me deixa amar?

Se dói a tua dor, por mais que eu tente
é longe o meu sentir, o meu sofrer,
a dor que dói em mim é diferente.

A dor que eu sinto - agora eu vou dizer -
é a força que me instiga a ir em frente
e nunca - nunca mais - retroceder.

01/12/2003
Enviado por Paulo Camelo em 23/06/2006

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras