Paulo Camelo

Poesia é sentimento. O resto é momento.

Áudios

Outra vez...
Data: 04/08/2006
Créditos:
Título: Outra vez...
Autor: Paulo Camelo
Voz: Paulo Camelo
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Outra vez...
“É esse frio e insensível ser
a quem os outros chamam de amor”.
(Ana Bailune)

-----

É esse frio e insensível ser
que me devora a alma e me seduz.
Enfim, são esses seus olhos azuis
que agora desnorteiam meu viver.

Estou desnorteado como outrora,
ouvindo uma sereia a me chamar.
Não sei se sigo e me aventuro ao mar
ou mato essa paixão que me devora.

Há muito tempo um surdo me tornei
e não segui aquele chamamento,
a minha vida eu vi perder a cor.

Agora volta tudo, e eu já não sei
o que fazer com esse sentimento
a quem os outros chamam de amor.
Enviado por Paulo Camelo em 04/08/2006

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras