Paulo Camelo

Poesia é sentimento. O resto é momento.

Textos

Tua paixão
Essa paixão que dizes ter por mim,
esta canção vibrante, em dó de peito,
é variante rosa, em tom carmim,
e nesse tom de rosa, então, me ajeito.

Essa paixão azul, que não tem fim,
revolve o coração, meio sem jeito,
envolve o teu pulmão, o baço, o rim,
e, célere, perguntas se te aceito.

Essa paixão é gota amalgamada,
é fruto de uma dor - que não foi minha -
e desse fruto queres te livrar,

mas não tens força nem vontade, nada!
Essa paixão te toma o ser, definha,
e teu desejo - apenas - é me amar.

24/07/2010
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 24/07/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras