Paulo Camelo

Poesia é sentimento. O resto é momento.

Textos

Precoce noite
A vida se constrói na madrugada,
e no crepúsculo se esvai, se vai.
A dor que fica é forte,  ela não sai
da nossa vida, e deixa a tez marcada.

Ao fim da tarde, quando a noite é nada,
e o Angelus oramos, morre o dia,
a prece nos consola: Ave, Maria!
A noite é pela luz abandonada.

Porém, quando inda cedo a noite vem,
quando o crepúsculo já se mantém,
a dor que fica marca a nossa tez.

A vida que é ceifada em acidente
é noite falsa que mantém, silente,
a dor, que nos maltrata quando em vez.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 21/08/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras