Paulo Camelo

Poesia é sentimento. O resto é momento.

Textos

Não ouvem a voz do baixo

“Não ouvem a voz do baixo
nem o gemido da guitarra”
(Andréa Motta)

Os Beatles não trazem mais
a alegria de outrora.
A vida está indo embora,
anunciada em jornais
e revistas. Toda a paz
e toda aquela algazarra
das fãs, toda aquela farra
está indo esgoto abaixo.
Não ouvem a voz do baixo
ou o gemido da guitarra.

Os Pára-lamas, no entanto,
estão com toda energia.
O ritmo da bateria
ainda traz todo o encanto,
ainda enaltece o pranto.
Os decibéis quebram, racham.
Não ouvem a voz do baixo
ou o gemido da guitarra
os que não ouvem com garra,
os que nisso não se encaixam.


Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 11/12/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras