Paulo Camelo

Poesia é sentimento. O resto é momento.

Textos

Azeviche
Formosa ônix, teu olhar me atrai,
me invade o corpo o teu fulgor, teu ser.
Linda menina, tu me fazes ver
a eternidade em teu viver. Não sai

da consciência esse tremor, não sai,
sinto-me todo rejuvenescer
com simples toque em tua mão, prazer
indescritível leva que eu desmaie

e te procure nesse esvanecer,
que eu veja em sonho a aura multicor
que de ti fulge, ó musa divinal

que me persegue o sonho e me faz crer
na imensidão do teu eterno amor.
Linda azeviche, és meu amor total.

29/12/2014
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 04/01/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras