Paulo Camelo

Poesia é sentimento. O resto é momento.

Textos
Título Categoria Data Leituras
Isso não é gente! Sonetos 02/04/05 125
O ciclo da tempestade Sonetos 17/03/09 123
Feixe de saudade Poesias › Glosa 23/06/08 122
Divagações Poesias 04/06/05 122
Não pude esquecer Poesias › Glosa 06/10/06 120
Sonho de um amor real Poesias 30/03/05 119
O azeite e o caroço Poesias 18/04/05 117
Falta o amor Sonetos 18/06/08 116
Talvez amor, talvez paixão Sonetos 22/06/05 116
Noite de outubro Crônicas 31/03/05 116
Quando eu morrer Sonetos 29/03/05 115
Ela Poesias 15/04/05 114
De cometas e “Cometas” Crônicas 05/04/05 114
Dentro de mim Sonetos 08/06/08 113
Tua imagem Poesias › Dedicatórias 22/11/05 113
Coração Sonetos 08/04/05 113
Infinito Acrósticos 12/06/06 111
Espelho do meu eu Sonetos 12/02/11 110
Meu legado Poesias 23/04/05 110
Soneto monossilábico II Sonetos 01/04/05 110
Página 8 de 47 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » «anterior próxima»
Site do Escritor criado por Recanto das Letras